Jesus vence as forças do mal

Quarta, 04/Julho/2018 – Ano B – Evangelho São Marcos.

13ª Semana T. Comum – Reflexão sobre Palavra de Deus.

Pe. Cássio Santos, CSS – Santuário N. Senhora Fátima – Palmas-TO.

 

Semeando a Palavra de Deus.

“Buscai o bem, não o mal, para terdes mais vida, só assim o Senhor Deus dos exércitos vos assistirá, como tendes afirmado” (Amós 5,14).

 

Leituras do dia – 1ª: Amós 5,14-15.21-24 – Salmo: 49(50) – Evangelho: Mateus 8,28-34.

 

Jesus é um missionário itinerante que está sempre em movimento, anunciando a boa nova do reino de Deus. Jesus se encontra de acordo com o evangelho de hoje, na região dos gadarenos, terra dos pagãos, no outro lado do lago. Então, Jesus encontra dois homens possuídos pelo demônio, saindo dos túmulos. É a primeira vez que Jesus enfrenta as forças do mal depois da tentação no deserto, onde ficou por quarenta dias. As forças do mal provocam a pessoa de Jesus e dizem: “O que tens a ver conosco, Filho de Deus? Tu vieste aqui para nos atormentar antes do tempo?” (v. 29). Ora, Jesus não faz pacto com as forças do mal. Elas se tornam obstáculos na propagação do reino de Deus. Por isso, Jesus as elimina e as expulsa para uma manada de porcos, as quais se afogam nas águas do mar. Jesus manifesta seu poder de libertar o homem de toda opressão e de toda possessão demoníaca. Jesus devolve a liberta dos homens e os convida ao discipulado, ou seja, cada homem é chamado a seguir Jesus pelo caminho do bem, da vida e da justiça. Entretanto, Jesus não foi acolhido na região dos gadarenos, justamente porque o Senhor fez os porcos padecerem e morrerem se afogando nas águas do mar. Os gadarenos preferem conviver com as forças do mal e manter os porcos vivos como sinal forte da economia da região deles. Ora, os gadarenos rejeitam Jesus categoricamente: “Então, a cidade toda saiu ao encontro de Jesus. Quando o viram, pediram-lhe que se retirasse da região deles” (v. 34). Jesus, portanto, é convidado a não permanecer na cidade dos pagãos, é convidado a não continuar a libertar o ser humano das garras do demônio. Que sejamos todos diferentes dos gadarenos. Que tenhamos sempre o desejo de irmos ao encontro de Jesus para que possamos ser libertos e salvos. O profeta Amós nos diz: “Buscai o bem, não o mal, para terdes mais vida, só assim o Senhor dos exércitos vos assistirá, como tendes afirmado” (Amós 5,14).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *